Cartilha Antipirataria

Clique aqui, para ter acesso ao conteúdo da Cartilha Antipirataria lançada pela CBDL em setembro do ano passado. Com texto simples e objetivo, a cartilha responde o que é, e como reconhecer um produto pirata. Além disso, informa sobre as consequências para quem pratica estes atos e o que fazer para denunciá-los.

 

 

Participantes de workshop internacional sobre Testes de Diagnóstico in Vitro (IVD) decidem criar entidade para atuar na América Latina

Participantes do II Workshop Internacional “Testes de Diagnóstico in Vitro Acessíveis e com Qualidade Assegurada para Programas de Saúde Pública”, promovido pela CBDL, que aconteceu em Brasília, no auditório da Anvisa, nos dias 19 e 20 de novembro (Foto: Cláudio Araújo)

 

Uma carta de intenções já assinada por 27 signatários, denominada “Carta de Brasília” foi a principal resolução prática deliberada durante o II Workshop Internacional “Testes de Diagnóstico in Vitro Acessíveis e com Qualidade Assegurada para Programas de Saúde Pública”, realizado na sede da Anvisa, em Brasília, nos dias 19 e 20 de novembro de 2012.

No documento, os abaixo-assinados mostram-se favoráveis à criação da Aliança Latino-Americana para o Desenvolvimento de Diagnóstico in Vitro (Aladdiv), entidade sem fins lucrativos que buscará a convergência de interesses dos diversos porta-vozes do segmento de diagnóstico in vitro (IVD).

A Aladdiv seria formada por uma rede de associados colaboradores vindos da academia, da indústria (associações), profissionais de saúde (associações médicas), laboratórios públicos (Governo), reguladores e outros agentes públicos, e laboratórios privados (associações) que atuarão em defesa dos sistemas universais de saúde, vigilância em saúde e ação/promoção da saúde.

Entre suas atividades, a entidade ficaria incumbida de promover a discussão sobre questões regulatórias e de sistema da qualidade com os governos locais, propiciando a troca de experiências e discussão a favor da convergência ou harmonização da legislação do setor, além de gerar e compartilhar inovação dentro das Américas, através de novos arranjos produtivos locais.

Durante os dois dias do encontro, palestrantes internacionais de Bolívia, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, Honduras, Inglaterra, Panamá, Paraguai e Peru e vários brasileiros representando o Ministério da Saúde (Complexo Industrial da Saúde/SCTIE, Conitec, CGLAB, SVS e PN-DST Aids e Hepatites Virais), a Anvisa (GEVIT, GGTPS, UTVIG, CPROD), a Fiocruz, a UNAIDS, a ISAGS, a Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), além de representantes da Fundação BioMérieux e London School of Hygiene & Tropical Medicine (LSHTM) discorreram sobre temas que foram posteriormente alinhados nas duas plenárias que encerraram o II Worskshop sobre possíveis estratégias e próximos passos para convergência de padrões regulatórios, e ainda, possíveis caminhos para o desenvolvimento de soluções acessíveis e sustentáveis para IVD na América Latina.

As duas propostas estão alinhadas nas atividades planejadas para a Aliança Latino Americana para o Desenvolvimento de Diagnóstico in Vitro (Aladdiv). (Por Solange Melendez, Oficina de Mídia, com informações da CBDL – 22.11.12)